segunda-feira, 9 de março de 2009

Como viver um sonho


Por vezes passamos anos de nossa vida acalentando um sonho e, quando ele se realiza, nos vemos meio paralisados. A realização do sonhado pode ultrapassar em muito nossa capacidade real de lidar com a felicidade e, então, nos pegamos criando pequenos boicotes, ligeiras formas de adiar ou até mesmo comprometer aquilo que tanto se esperou.
Aconteceu comigo. Anos a fio persegui algo e, quando alcancei o que queria, simplesmente não soube como agir; utilizei-me, portanto, da velha tática: enfiei-me em minha conchinha. No entanto, ou pela corrente da maré ser outra, ou pelo lacre não ter sido tão eficiente, grãos de areia nela penetraram. A ardência tornou-se inevitável, a imobilidade impossível. A concha tão segura tornou-se desconfortável - não foi possível ignorar os grãos .
Finalmente, estou a caminho de produzir minha primeira pérola.

17 comentários:

Odele Souza disse...

Lucia,

Que bom te ler de novo! E que texto mais bonito!

E adorei receber tua visita e comentário no atual post de Flavia. Você está certa amiga, vou continuar minha luta por justiça não só para minha Flavia mas para tantas outras pessoas que ficam à mercê da lentidão da justiça, do descaso, da impunidade. Seguir lutando Lucia, é uma forma de fazer produtiva esta dor pelo que causaram à Flavia.

Beijos querida.

Uma aprendiz disse...

Oi, Lú

que saudades, "mainha".

Posso discordar? kkk Acho que será sua segunda pérola. A primeira já se tornou matriz de outras, o João que nos diga.

Essa será ainda mais cuidada pois será pra si mesma.

Estou muitoooooo feliz de te ler.

Entendo como está se sentindo pois faço isso comigo a cada instante.

Não suma, sua presença nos faz bem.


beijos

mundo azul disse...

_________________________________

...que seja então, uma raríssima pérola negra!

Sim, muitas vezes a espera, o aprontar-se para uma festa é bem melhor que a própria festa...

Beijos de luz!!!


_________________________________

O Sibarita disse...

Ô dona moça que beleza a sua volta!

Que belo texto hein? Só um rubí como você pode produzir uma pérola tão reflexiva que nos leva a ao apicentro, o que será ou o que foi? kkkk

Um enigma! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mas, é isso mesmo, todos somos assim por vezes lutamos para conseguir algo e ao consegui-lo, sentimos que não era bem aquilo... dá um vazio retado! kkkkkkkkkkkkk

É o sexto sentido fia! kkkkk

Belo texto dessa moça, tenha certeza que muitos dos seus leitores ja se viram nessa situação!

Eita menina da zorra! kkkkkkk/

bjs
O Sibarita

Maripa disse...

Que alegria, querida Lucia!

Receber as suas palavras gentis no meu mar e ler as suas que trazem boas novas.

Será uma pérola muito valiosa!

Beijo e o meu carinho.

Oliver Pickwick disse...

É um processo interessante. Jamais pensei nisso. Mas, o importante é que preparaste a linha de montagem das pérolas.
Depois de tanto tempo, é bom "vê-la" de novo. Parabéns pelo alcance da meta!
Um beijo!

Rai pires disse...

Que bom ter o vício de visitar o seu blog, muito gratificante.Que todas as pérolas sejam lapidadas. Bjss Raimundo Pires

Lucia disse...

Odele:

Não esperava outra coisa de você, a não ser que seguisse lutando. Sua capacidade de indignação, felizmente, não se restringe só ao que aconteceu a Flavia, de forma que sei que você é e será, sempre, porta-voz das injustiças de forma geral. E olha, pode contar comigo. Estarei junto com você sempre e em qualquer causa que ache que merece ser defendida.
Beijos carinhosos em vocês duas.

Lucia disse...

Etel:

Já te contei que além da minha perola propria há outra perola a caminho? Pois é, serei avó em julho, novamente..rs. Menina, eu posso ter ificuldade para produzir perolas, mas a Thais, pelo jeito, faz uma atras da outra..rs.
Beijos da mainha..rs

Lucia disse...

Zelia:

Não sei se será uma perola negra, mas te garanto que será a mais bela que eu puder gerar.
Beijos

Lucia disse...

Siba:

É bem complicado isso, né? Perseguir uma coisa e, ao alcança-la, ficar sem saber muito bem o que fazer com ela. Mas como sou insistente, vou produzindo perolas ate conseguir sair da concha em grande estilo..rsssss
Beijos, moço

Lucia disse...

Maripa, querida:

Navegar pelo teu mar sempre me enche de paz e felicidade. Você é de uma sensibilidade impar, adoro te ler. Quanto a mim, retomarei minha construção, pois isso é condição tão importante quanto o proprio respirar.
Beijos carinhosos

Lucia disse...

Oliver:

A linha de montagem está a pleno vapor. Não sei se todas as perolas poderão ser chamadas de perolas..rs. Enfim, nem tudo é ( e nem precisa ser) perfeito. É muito bom estar de volta, também. Estive passeando pelo seu reino. Volto lá mais tarde para comentar seus maravilhosos textos.
Beijoss

Lucia disse...

Rai:

Não é somente você que tem o vicio de visitar meu blog: eu também sou viciada no seu..rs. Me empenharei com as perolas, viu? rs
Beijos

Jorge Alberto disse...

Muito bom ver que você voltou a escrever e mostrar mais um pouco de si da forma como sempre fez.

bjs

Lucia disse...

Jorge:

Obrigada pelo apoio!!!
Beijos

Pati disse...

Adoro teus textos e adoro vc.
Beijão.Bom vc ter voltado.