sábado, 29 de novembro de 2008

Erupção



Eis me aqui
Nua
Entregue.


Despi-me de cada véu protetor,
Estraçalhei cada muralha que me cercava.


Eis me aqui
Sua
Rio de lavas: me navegue.



Lucia Vianna


Crédito de imagem: Georg Suturin

9 comentários:

Etelvina de Oliveira disse...

Oi, Lu

Vim. Li. Adorei.

Sou sua fã.


beijos

Lucia disse...

Etel:

Obrigada, querida. Também sou sua fã, de carteirinha.
Beijos

Dora disse...

Lú.

Que linda entrega para a vida. Simboliza o quanto você está leve, livre e disposta em viver. Mergulhe.Você merece!!!
Beijos da Dora.

Maripa disse...

Lucia querida, sensibilidade e sensualidade à flor da pele...

Que bom navegar com amor!

Beijo carinhoso.

Odele Souza disse...

Mais uma prova de que um texto não precisa necessariamente ser longo para ser bom.

Um forte abraço Lucia.

O Sibarita disse...

Rpazzzzzzzzzz... Estraçalhou foi tudo mesmo! kkkkkkkkkkkkkk

Dona moça, valei-me Cristo! kkkkk Que poesia porreta, sua menina vc hein? Hum... kkkkkkkkk

-E agora?
-Agora véio é mandar vê! kkkk
-Ô é?
-Claro! A criatura estraçalhou as amarras, oi que bom? kkkkkk
-Sei não, viu? aí, aí...
-Aí o que?
-Eu também estraçalhei de a muito!
-E foi, fio?
-Não foi o que? Tá rebocado, piripicado tem coisa melhor que navegar num rio de lavas?
-Rapaz você quer se lenhar? É fogo puro, temperatura altíssima...
-E é comigo? Né comigo não! kkkk Nesse fogo é que é bom me atiro mesmo! kkkkkk
-E é?
-Ora se!
-Xiiii... kkkkkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Oliver Pickwick disse...

Somente no universo do amor e da paixão arrebatadora é possível navegar em rios de lavas. E, também, nos versos de rara inspiração.
Um beijo!

Pirada - Cheiro de Flor disse...

Moça poetisa,
Te "vi" esses dias e deu saudade... de ler... de "contato"...de sorver beleza...e vim. E encontro uma mulher sensível e valente que.."Despiu-se de cada véu protetor,
Estraçalhou cada muralha que lhe cercava"... haja fortaleza. Te admiro. beijos

PS: de tão"Piradinha" estou recolhida fazendo mil e uma coisas

Pirada - Cheiro de Flor disse...

Ah! não deixei "recadinho" porque não dei conta da "modernidade" (não consegui) rs