sexta-feira, 23 de maio de 2008

Partículas elementares





Uma palavra desencadeante,
Um toque instigante,
Um beijo,
Um olhar.


O corpo que se curva
E busca, tateante,
O calor,
O gosto,
O perder-se em.


Alucinada sensação
Que me ocupa por inteiro,
Que me faz tremer,
Gemer, arfar.


E que após lançar-me numa espiral, desgovernada,
Traz-me de volta,
Plena.
Saciada.
Mulher!


Postado por : Lucia Vianna

Crédito de imagem: Georg Suturin

18 comentários:

Pati disse...

Tá lindoooooooo! Amei! vc tá desabrochando....beijosssss

Rosani Nauar disse...

Parabéns, Lucia!
É realmente um lindo poema; atrevo-me a dizer que foi deste que mais gostei, mais me fez ler e reler com sentir.

Mais uma vez PARABÉNS!


Beijoss

Jorge Alberto disse...

Colocação perfeita das palavras, que são simples e cinematográficas, no sentido de quadro a quadro expor as sensações sentidas em cada letra, sílabas e palavras. Um ritmo que não precisa ser acelerado, muito menos celerado, bastando para isto ser encontrado; o que não é complicado ao se ter o compasso dessa poesia.

Bacana.

Etelvina de Oliveira disse...

Completa.

Adorei.

beijo
Etel

Josemar Pires Ribeiro -andante disse...

Oi lucia.
muito lindo o poema....parabens.
palavras simples que traduz sentimentos...
bjs

Professor Sérgio Aulas OnLIne disse...

Grata surpresa...
Sensualidade suave, que faz voar o pensamento.
Parabens Lucia

Sonia Regly disse...

Linda!!!!Simplesmente linda!!! Lu, vc está se superando.Vou começar a escrever também pra ver se faço sucesso assim!!! Gamei!!! Palavras numa cadência perfeita!!!! Olha que qualquer dia te peço para publicar lá no Compartilhando as Letras.

Deusa Odoya disse...

oi minha nova amiga Lucia lindo poema e linda a música a nos envolver,
bom fim de semana para tí.
Com muita paz e amor em seu coração.
Te aguardo no meu cantinho também.

Regina Coeli

Lucia disse...

Pati:

Devagar eu vou...rs
Beijos, menina!!

Lucia disse...

Rosani:

Bom saber que gostou.
Estou explorando novos recantos dentro de mim..rs
Beijos

Lucia disse...

Jorge:

É o que tento, sempre: seguir meu próprio ritmo, pois só nele sou capaz de me mostrar absolutamente verdadeira.
Beijos

Lucia disse...

Etel:

Ainda não está completa, não. Tem muito mais para sentir, viver e escrever..rs.
Beijos

Lucia disse...

Josemar:

Vindo de um poeta, é sem dúvida um grande eleogio. Obrigada!
Beijos

Lucia disse...

Sonia:
Obrigada, menina! E olha: tem que escrever mesmo, viu? Certamente vai ter muitas coisas interessantes para nos dizer.
Escreva, vou querer ler.
Beijos

Lucia disse...

Regina:

Seu cantinho está lindo demais.
Obrigada pela visita.
Beijos

Lucia disse...

Sergio:

Basta deixar vir, meu amigo.
Estou apostando que você também vai conseguir.
Beijos

O Sibarita disse...

Ai Deus do céu! kkkkkk

Essa menina tá que tá! E que poema, heim fia?

É de dar... hummmm... kkkkkkk

bjs
O sibarita

Lucia disse...

Eita seu moço, me fez morrer de rir, aqui. Não tem disso na Bahia, não??
Beijos