quinta-feira, 12 de junho de 2008

Não saber


Solta no vácuo, vivo a angústia do não te saber.
Não sei o que pensas,
Não sei o que sentes,
Não te sei.


Não sei se te sinto,
Ou apenas pressinto.
Então me calo,
E amordaço em meu peito tanto querer.


Lucia Vianna

Crédito de imagem: Sergey Kovalinskij

14 comentários:

Rosani Nauar disse...

Olá! Lucia

Maravilhoso este sentir, esta inspiração, este teu talento... deixa-me SEMPRE sem palavras suficientes para descrever o que sinto quando entro aqui neste teu mundo... onde a alma e o coração falam por ti...


beijos, Rosani

Obs: Peço sua autorização pra divulgar seu blog, no orkut que fiz pra divulgação dos blogs dos meus amigos, o seu muito lindo.

Lucia disse...

Olá, Rosani:

É muito bom quando os amigos partilham do nosso sentir. Fico imensamente feliz em saber que gosta de estar aqui e que minhas palavras ecoam dentro de você. Você é sempre muito bem-vinda
e saber que pensou em mim para fazer parte do seu orkut é muito legal. Agradeço a oportunidade e a
lembrança.

Beijos

Sonia Regly disse...

Lúcia,
Simplesmente Maravilhoso!!! É lindo esse sentir, esse ter,esse saber que se tem alguém que gosta de vc,que pensa em vc, vive pra te encontrar.Vc escreveu muito bem esse ter e sentir. Parabéns, gostei imensamente.
Beijinhos.

Lucia disse...

Sonia:

É realmente muito bom a gente saber que tem alguém que gosta da gente, né? Acho que todos nós merecemos isso. E o amor chega para todos, mesmo que demore.
Eu tenho até uma cadeirinha, aqui, para sentar e esperar..rs
Beijos!!

Sérgio disse...

Fico imaginando esta cena numa pequena cidadezinha no final do século XIX, um homem e uma mulher se conhecem muito rapidamente, mas o suficiente para se apaixonarem perdidamente...
Por algum motivo tem que se separar, e somente podem demonstrar seus sentimento um pelo outro através de correspondências, que chegam muito demoradamente...
Qualquer semelhança com O Segredo de Brokeback Mountain é mera coincidência...
Inicio do século XXI, quantos amores, quantos segredos, quantos desconhecidos...
O mundo ficou pequeno, com a internet...
Nossos sentimentos continuam grandes...
Esta paixão nos mantêm vivos...
Lucia você é surpreendente, e simplesmente fantástica...

Lucia disse...

Sergio:

Mudam os tempos, as formas de comunicação evoluem, mas os sentimentos que nos levam a escrever permanecem os mesmos, como você disse.
É, meu amigo...as vezes me surpreendo com a intensidade dos meus sentimentos e com o ímpeto com que eles irrompem e brotam em forma de palavras. Não tenho o menor controle sobre eles. Aliás, deixei de tentar controlá-los. Que venham. Acho que depois de experencia-los só posso me tornar mais verdadeira e, portanto, um ser humano melhor.
Beijos

Josemar Pires Ribeiro -andante disse...

Oi lucia... um belo poema, emana um sentimento nobre que é o amor..Vc sente e pressente, mas não deixa sair,se soltar, voar.Como vc mesma disse em seu comentario no meu blog, seria bom a liberdade compartilhada..
Te desejo um otimo fim de semana com liberdade a dois.
voltarei sempre.
bj em seu coração

Etelvina de Oliveira disse...

Oi, Lú
muito lindo, como sempre.
Adoro esse doce sentir
o estar perto
em pensamento
O esperar e sonhar
sem saber.

beijo grande
Etel

Lucia disse...

Andante:

O amor é sempre um sentimento que nos mobiliza, quaisquer que sejam as circunstâncias em que ocorre ou a forma como é vivido.Seja ele pleno de alegrias ou mesmo de tristezas,amar com certeza muda de forma definitiva nossa perspectiva existencial.
Beijos!

Lucia disse...

Etel:

As vezes somos meio que sacudidos por tanto sentir; de qualquer maneira, melhor viver esse caleidoscópio emocional do que morrer entediado num marasmo tranquilizador.

Beijos!!

Pati disse...

Eita ...linda poesia,guria.
Beijãooooo.

O Sibarita disse...

Fia ô fia! kkkk

Belo poema, faça fé!

Oi e não fez a simpatia né? Então, tá, ôce é quem sabe, Santo Antonio nem vai lhe dizer nada... kkkkk

Vai ter parte dois viu sua menina danada? Ai Deus! kkkkkk

bjs
O Sibarita

Lucia disse...

Pati:

Gostou? Sabe que eu também gostei? rs. Doeu para escrever, mas gostei..rs
Beijos, menina

Lucia disse...

Sibarita:

Como eu podia ter feito a simpatia, hein? Você só colocou os ingredientes depois..rs. Culpa sua eu ficar mais um ano na espera, viu? Passo lá para ver a parte dois!! rs
Beijos, moço