segunda-feira, 14 de julho de 2008

Do amor que queremos





Eu te quero, grande amor
Anseio contigo falar e calar
Gargalhar, sorrir, e em teus braços, acolhida, chorar.


Quero discutir minhas idéias,
Dividir indagações e indignações.
Quero saber de você e te dizer de mim.


Quero sentir meu corpo reagindo loucamente ao teu
E depois, serenamente, repousar a cabeça em teu peito
E experimentar a paz.


Ah! como te quero, grande amor
Como anseio por encontrar-te
Como desejo perder-me em tuas vicissitudes.


Ah! imenso e utópico amor
Brinde-me com a tua chegada
Que explodirei na mais pura e intensa felicidade!


Lucia Vianna

Crédito de imagem: Georg Suturin

10 comentários:

Ivete disse...

oi,
Que lindo a menina!
Esse querer....esse amor....
É tudo que queremos, rssss
bjsssss

Maripa disse...

Como seriamos sem os nossos sonhos, minha querida?

Mas não basta querer,é preciso também crer!
Ter esperança ...e tudo pode acontecer.

Beijo carinhoso,Lucia.

O Sibarita disse...

Oi fia! Que coração apaixonado!

Ai Deus, o amor, sim, sempre ele nos leva a escrever com o coração a mil por horas...

Bonita poesia de uma amor que se espera chegar de mansinho no mais absoluto silêncio das boas surpresas...

Beleza pura!

bjs
O Sibarita

Sonia Regly disse...

Lúcia,
O amor nos faz cantar, dançar,mudar nossa maneira de ser,enche de alegria nossos dias.O amor é sempre necessário para a vida ter mais cor.Vc está escrevendo textos maravilhosos.Parabéns, estou amando.Beijinhos.

Lucia disse...

Ivete:

Amor é tudo o que queremos, né? rs
Beijos, menina

Lucia disse...

Maripa:

Você está certa. O sonho nos move,mas a realização dele é que dá colorido as nossas vidas. Eu mesma estou querendo, e muito, colorir a minha de forma muito especial.
Beijo, minha querida

Lucia disse...

Sibarita:

O amor faz a gente pensar o impensável.. fazer o que não imaginava. Eu to quase tendo uma nova conversa com Santo Antonio. Quem sabe Toninho não resolve me fazer uma surpresa??rs

Beijão, moço

Lucia disse...

Sonia:

Realmente, o amor dá um novo significado ao nosso dia-a-dia, né?
Sem amor, somos como plantas as quais falta seiva. Impossivel viver
assim

Beijos

Etelvina de Oliveira disse...

Oi, Lu

acho que todos querem esse tipo amor.
Só não sei se sou capaz de amar assim. kkkkkkkkkkkkkkkkk

beijo

Lucia disse...

Etel:

Claro que você é capaz de amar assim. Você é uma pessoa plena de amor! Arrisque-se!!! rs
Beijos