sábado, 5 de julho de 2008

Navegando no Rio dos Sonhos

Maria Auxiliadora N. Figueiredo Nery é professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Atuou como colaboradora, juntamente com outros professores do CPAN, acadêmicos e artistas da Cia da Lona e Cia de Teatro Maria Mole em um projeto belíssimo que estava sendo desenvolvido por alguns alunos junto as comunidades ribeirinhas do Rio Paraguai. O projeto, denominado “ Navegando no Rio dos Sonhos”, tinha como objetivo levar novas experiências a estas comunidades (comunidade e escolas), através de apresentações circenses, músicas, dança, teatro, palestras informativas sobre educação ambiental, oficinas de criação de arte, promovendo formas lúdicas de educação. Mais de 700 espectadores assistiram as 27 apresentações, abrangendo 127 famílias ao longo de 290 km do rio.As fotos abaixo mostram um pouco da belíssima paisagem pantaneira e alguns dos momentos das apresentações do alunos.

Projeto Navegando no Rio dos Sonhos

Clique sobre o album para ver as fotos.

8 comentários:

Sonia Regly disse...

Lúcia,
Que bom que sempre existe pessoas preocupadas com a Educação e que desenvolvem Projetos visando o bem estar desse povo tão carente.Parabéns pelo Post!!!!

Lucia disse...

Sonia:

Eu particularmente gosto muito de projetos como esses, que possibilitam uma troca de experiência com enriquecimento para todos os envolvidos. A vivência das comunidades ribeirinhas é algo fascinante e certamente todos os que tiveram a oportunidade de ir até lá puderam aprender muito com eles, além de poderem levar sua vivência e experiência pessoal.
Beijos

instantes e momentos disse...

lindo teu blog. gostei muito de ler e ver. Parabens, volto sempre com certeza

Lucia disse...

Olá.. instantes

Que bom que gostou. Obrigada e volte sempre.
Abraços

O Sibarita disse...

Ei dona moça quase baiana! kkkkk

Muito porreta esse projeto, agradeçamos, iniciativas assim e que venham mais, sirva, de estímulo e dissimine pelo Brasíl afora.

Na relidade, para essas comunidades isso é muito importante, já que o poder público e os políticos são vão lá em tempo de eleição, além, de melhorar o estima dessas comunidades, elas vivênciam momentos nunca antes desfrutado.

Para os alunos é um grande aprendizado e mais ainda é mesmo um estímulo ao estudo, tão legal quando saímos das salas fechadas de aulas para o mundo em campo aberto.

Enfim, estão todos de parabéns, inclusive, você por divulgar tão importante iniciativa!

-Rapá, não seu qual é o seu caso? rsrsrs
-Como assim?
-Só fala sério, deixou de ser baiano meu rei? rsrsrs
-Eu? Não, não deixei não, fio! kkk
-Então tem alguma coisa errada ai...
-Oxéeem! kkkkk

bjs
O Sibarita

Lucia disse...

Sibarita:

Muito legal mesmo o projeto, né? Uma coisa que gosto muito nele ( e que aliás é uma das caracteristicas marcantes de tudo que a Auxiliadora coordena, ou colabora, como no caso deste projeto) é a utilização da ludicidade como ferramenta de aprendizado. Ela consegue, via de regra, transformar inclusive a sala de aula em "fora da sala de aula"..rs.
Beijos, moço.

Fala sério.. o que deu em você para falar sério? rsrs

Márcia Sambugari disse...

Oi Lúcia, primeiramente parabenizo a sua divulgação desse trabalho belíssimo. Só gostaria de dizer a todos que visitam este espaço que o “Navegando no rio dos Sonhos” que você comenta aqui se refere à segunda edição que ocorreu em 2008. Pois, essa iniciativa ocorreu já em 2004, tendo como idealizadores a Cia da Lona e Cia de Teatro Maria Mole, juntamente com o empresário de Turismo Aleksander Vieira Batista. Sou professora do DED/CPAN e ao conhecer esse lindo trabalho, apenas somamos força Universidade (PREAE/UFMS) e Comunidade Externa (Cia da Lona e Aleksander Vieira Batista) a um objetivo comum. O Navegando já existia e continuará existindo, pois é constituído de pessoas comuns, de artistas que poderiam estar se divertindo, ou fazendo outras coisas, mas preferem oferecer o melhor de si para aqueles que precisam e por onde passam deixam seus rastros de beleza, sem interferir na cultura local. Nós da Universidade apenas cumprimos o nosso papel. Aproveito aqui para parabenizar, de um modo especial quem disponibilizou e deixou o barco parado por vários dias para que pudéssemos sair e concretizar este lindo trabalho: a família Vieira Batista e toda a sua equipe da TCB!! Abraços!! Prof. Márcia Sambugari

Lucia disse...

Márcia:

Te agradeço imensamente por disponibilizar todas essas informações. Sei que um projeto dessa magnitude envolve muitas pessoas ( e recursos), e o grau de comprometimento de cada uma é que garante que o objetivo seja alcançado.
Uma frase sua me chamou muito a atenção: " O Navegando já existia e continuará existindo, pois é constituido de pessoas comuns, de artistas que poderiam estar se divertindo, ou fazendo outras coisas, mas preferem oferecer o melhor de si para aqueles que precisam e por onde passam deixam seus rastros de beleza, sem interferir na cultura local." Penso que o diferencial desse projeto ( e de outros semelhantes)é exatamente esse: o envolvimento de pessoas que tem em comum a paixão pelo que fazem e o respeito por aqueles junto aos quais atuam.
Gostaria de te agradecer novamente e dizer que, caso tenha ou saiba de outros projetos ´tão importantes quanto este, eu teria o maior interesse em divulgar no meu espaço ( com os devidos créditos ao autor). Meu e-mail para contato é:
luciavianna6@gmail.com.
Abraços!!